quarta-feira, 29 de setembro de 2010

O Peso do Preconceito


Em pleno século XXI algumas formas de preconceito ainda permanecem na sociedade. Manifestado em diversas maneiras muitas vezes o preconceito vem acompanhado por ofensas, humilhações e agressões psicológicas para quem sofre a discriminação.

Segundo a psicóloga Conceição Poletto, as pessoas têm preconceito pelo fato de terem culturas, hábitos e muitas vezes criarem padrões e estereótipos a serem seguidos. “Cada indivíduo tem uma família de origem que lhe transmite formação cultural, com crenças, valores, mitos e tradições que os levam a perceber no outro a diferença daquilo que lhe foi passado como verdade e acredita nela”.

O preconceito não se limita apenas aos homossexuais, mulheres, idosos, deficientes e negros. O tipo físico também é motivo de muita discriminação, principalmente quando se trata de obesidade.

Crianças um pouco mais pesadas freqüentemente são chamadas de apelidos como: “baleia”, “tubarão”, “freel Willy” e outros nomes que causam constrangimento e vergonha. De acordo com a psicóloga pode existir preconceito entre as crianças, mas nem sempre elas compreende o que é e o porquê. “Ela introjeta para si os modelos familiares que lhe são passados e os leva consigo nas suas relações ou nas suas formas de interpretação”.

Não só as crianças, mas adultos também sofrem com preconceitos. Comprovado principalmente na hora das compras. Poucas lojas oferecem tamanhos maiores, é muito difícil achar roupa bonita e acessível em tamanhos especiais.

Quando manifestado entre os adolescentes, o preconceito pode desencadear sérios distúrbios alimentares como a bulimia e anorexia. Com o intuito de perder peso em pouco tempo, muitos adolescentes homens e mulheres, forçam o vômito após as refeições ou até mesmo não se alimentam.

O espaço virtual acaba sendo uma forma de protesto contra o preconceito. Vários blogs tratam sobre o tema. Os autores revelam suas vitórias contra a balança e uma possível reintegração na sociedade.

Com tantos remédios, cirurgias e métodos de emagrecimento, as pessoas obesas ou acima do peso se sentem excluídos da sociedade. Muitas ficam com receio de sair nas ruas, têm dificuldade para namorar e cumprir suas tarefas diárias.
Algumas vítimas de preconceito levam uma vida normal. Outras se isolam evitando contato com a sociedade.

Vítimas de qualquer tipo de preconceito acabam se afastando da sociedade com medo de maus tratos e principalmente com vergonha da aparência. Para a psicóloga, o fato de serem discriminados e excluídos dos meios sociais ou pelo grupo ao qual gostariam de pertencer, pela diferença seja: etnia, cor, religião, crenças, costumes, origem, padrões sociais e financeiros. Poderá levar uma pessoa ao isolamento. “O mesmo pode ter sua auto-estima baixa, menos valia social, dificuldade de relacionamento, timidez, comportamentos agressivos e buscar a partir daí formas de fuga através da bebida, drogas e prostituição ou apresentar transtornos de saúde mental como fobias, síndrome do pânico e psicopatias”.

11 comentários:

Anônimo disse...

GOstei muito do seu trabalho, ele me deu inspiração para criar uma redação que espero que faça sucesso na minha sala de aula, continue escrevendo belas redações. Você sabe lidar com as palavras! PARABÉNS, SUA CRIATIVIDADE É NOTA 10!

Anônimo disse...

adorei seu trabalho,tirei 10 na minha redaçao

Anônimo disse...

muito obrigado vc mim ajudou muito
valeu

Laura disse...

Você me inspirou para fazer um trabalho da escola, parabéns, você tem uma criatividade e tanto! :D

Natasha Vermeuler disse...

Olha moça...Seus textos são muito legais e eu super me inspirei em você.Parabéns !

Natasha Vermeuler disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Boa redação mas com um equivoco; a psicopatia não é desencadeada por fatores como preconceito ou bullying.

Carolayne disse...

Seu trabalho e otimo...Muito obrigada por mim ajudar

LIRIA MARIA'' disse...

já que estamos escrevendo sobre leituras e textos escritos, permita uma correção " em sua frase" muito obrigado vc mim ajudou, o termo correto e voce me ajudou. mim só e usado em caso de final de frase.

Anônimo disse...

A partir do momento que a vítima se sente mega sozinha, e pensa que não tem ninguém ao lado dela, as psicopatias começam por níveis menores, tipo : Automutilação. Isso se torna constante quando feito a primeira vez. Isso é só um exemplo.

Anônimo disse...

muito bom