quinta-feira, 23 de julho de 2009

Consumismo,pobreza e desigualdades sociais




De um lado, lojas de luxo, senhoras bem vestidas com jóias e roupas de grifes. Na calçada, crianças descalças,com roupas rasgadas e com muita fome.

Esse é o retrato das ruas de algumas cidades brasileiras como São Paulo e Rio de Janeiro, cidades em que as desigualdades sociais são muito intensas.

Tornou-se comum passarmos pelas ruas e ver pessoas nas ruas pedindo esmolas para tentar juntar dinheiro para comprar alimento.E essa situação ficou muito rotineira que passou a fazer parte da realidade e ninguém mais se incomoda com essa situação,ou seja, a pobreza passou a fazer parte do cenário.

Há dois lados em nosso país, de um lado pessoas têm muito dinheiro e gastam exageradamente, de uma forma doentia adquirindo coisas sem necessidade e sem nenhuma serventia apenas pelo prazer de comprar, são os consumistas.Do outro lado, pessoas muito pobres, que não têm o que comer,casa para morar e nem roupas para vestir.

Falam de crise, mas será que a crise não é culpa de um consumismo exagerado? ninguém sabe. No entanto, sabemos que o dinheiro público é muito mal usado pelos nossos representantes em Brasília, exemplo disso são os “atos secretos” que acontecem sempre por lá.

Infelizmente usam o dinheiro público como se fossem deles.Tudo é secreto, a pobreza não é secreta, basta olhar com um pouco mais de humanidade para nossas ruas para ver que a pobreza não é normal, é preciso compreender que ela não deve fazer parte do cenário urbano.

E acredite,podemos mudar essa situação.


5 comentários:

Pensamentos e Reflexões... disse...

Excelente texto, utilizei em uma prova com meus alunos...Continue com essa criatividade...

Anônimo disse...

otimo texto
utilizei como uma redação para entregar no colegio :)adoreii vc

Anônimo disse...

Adorei o texto utilizei para redação no colégio mas mudei algumas coisinhas..

Anônimo disse...

MT BM ESSE TEXT0!!!!!!!
USEI NA ESCOLA COMO REDAÇÃO DA SEMANA!!
KKKKKK

Anônimo disse...

muito bom, vou usar como base pra minha redação